terça-feira, 28 de outubro de 2008

Padrões de Beleza

Tinha acabado de receber este vídeo por email, não quis deixar de o partilhar... Estranho como facilmente nos esquecemos destes casos extremos e aceitamos todos os padrões de beleza que os media e a própria sociedade nos incute a nós mulheres. Só voltamos a cair na realidade quando ouvimos falar de mais uma morte. Esquecemo-nos que quase todas nós vamos morrendo aos poucos, cada dia, por dentro, por não conseguirmos alcançar esses ditos padrões de beleza, que como diz o vídeo, por vezes nem sequer existem.

video

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Pôr do sol em Quarteira

Gosto desta imagem, não pela falta de pretensão a fotografo, que não sou, mas por ter apanhado o casal de namorados, que passeava, ia ver o pôr do sol, fazia juras de amor...

" O fruto proibido"




A única maneira de se ver livre de uma tentação é entregar-se a ela...

sábado, 25 de outubro de 2008

Uma noite diferente, no minimo.

Como dizia uma amiga daquela noite, "nunca mais vou olhar para a sociedade da mesma forma".
Pode até não ser tão linear, mas a verdade, é que nos faz repensar tudo o que temos adquirido como normal!!
Ok, vou explicar o do que estou a falar, ontem fui pela primeiriiiiinha vez a um bar de strip, é verdade, com os meus 32 anos nunca tinha ido. Acho que ainda me tenho que explicar melhor, não era apenas de strip, era de tudo aquilo que vos está a passar pela cabeça neste momento!!!
Se é que me faço entender com meias palavras...
Acho que também nunca mais vou ouvir Evacescence sem imaginar aquela mulher a despir-se à nossa frente... :-)
Não era bem o que tinha imaginado ao longo destes anos, não havia aquele ar de promiscuidade, era tudo bem mais discreto, no entanto havia aquele "cheiro" de sexo fácil no ar..
O nosso grupo teve duas "guias" naquela noite, uma de fora, e a outra que trabalhava lá dentro mesmo.
Por momentos, em conversa, quase que me esqueci quem era a minha interlocutora, a conversa até estava bastante interessante... só voltei à realidade quando ela se levantou e disse " estão a chegar mais homens, tenho que ir bulir". Acho que nunca mais vou conseguir usar essa mesma expressão para trabalhar :-)
Mas tudo faz parte da nossa realidade, temos que a aceitar tal como ela é, só há esse tipo de trabalho, porque há clientes... E porque há clientes???? hum... isso já é outro assunto, uma outra teoria da Sofia.


segunda-feira, 20 de outubro de 2008

No mather...


Basta que digas sim e eu corro o risco...
"no mather how far.."
basta uma palavra tua e esqueço-me das reticências,
baixo a guarda, destruo as barreiras...
"no mather what.."
espero por esse momento, mas já me esqueci de esperar.
pode parecer loucura, mas que assim seja,
já não me sinto louca muito tempo.
A tua existência fez-me despertar.. fez-me sonhar acordada... sorrir sem motivo,
A magia do teu bom dia ao acordar...
o beijo de boa noite ao adormecer...
o olá sem motivo a meio da tarde...
o desejo desenfreado de estar sempre contigo...
Basta uma simples palavra tua, e eu corro o risco,
"no mather how..."


eu e o photoshop...

Houve um amigo meu que disse "tá fixe, continua, mas e fotos? não gostas de fotografia?" ok, pensei que este espaço seria para desabafar, e não para me mostrar, mas não se pode agradar a gregos e troianos.. por isso, cá vai, para quem prefere ver a ler.

ok, egocentrismo, quando bem doseado nunca fez mal a ninguem


no mundo do faz de conta, isto podia ser a minha torre..


alguem chamou "doce" a esta foto, assim será.



o meu lado escuro...

sábado, 4 de outubro de 2008

A VIDA É MUITO !






Já perdoei erros quase imperdoáveis,
tentei substituir pessoas insubstituíveis e
esquecer pessoas inesquecíveis.
Já fiz coisas por impulso,
Já me decepcionei com pessoas
quando nunca pensei me decepcionar,
mas também decepcionei alguém.
Já abracei para proteger,
Já ri quando não podia,
já amei e fui amado,
mas também já fui rejeitado,
Já fui amado e não soube amar.
Já gritei e pulei de tanta felicidade,



já vivi de amor e fiz juras eternas,
Já chorei a ouvir música e a ver fotos,
Já liguei só para escutar uma voz,
Já me apaixonei por um sorriso,
Já pensei que fosse morrer de tanta saudade
e tive medo de perder alguém especial
(e acabei por perder)! Mas sobrevivi!
E ainda vivo!
Não passo pela vida...
Bom mesmo é ir a luta com determinação,
abraçar a vida e viver com paixão,
perder com classe e vencer com ousadia,
porque o mundo pertence a quem se atreve e
A VIDA É MUITO
para ser insignificante"



Chaplin




(Eu estou na fase da sobrevivencia, perdi, desiludi-me mas levantei-me. Não passo pela vida, não quero existir apenas, quero viver, cada dia mais apaixonada, quero respirar o ar de cada dia como se do ultimo se tratasse... "a vida é muito para ser insignificante" Sofia)